Tecnologia

SpaceX faz história ao relançar e recuperar foguetão e cone

A SpaceX relançou para o espaço pela segunda vez um dos seus foguetões, definindo assim um importante marco na história da exploração espacial. A primeira etapa do foguetão reentrou na atmosfera tendo aterrado sem problemas no navio não tripulado “Of course I still love you”.

Tendo em conta um custo mínimo de cerca de 60 milhões de dólares por lançamento, sendo a primeira etapa sensivelmente 80% desse peso, esta notícia fará com que o futuro da exploração espacial seja mais frequente e barato.

Este lançamento foi único também pelo facto de se ter recuperado não só a primeira etapa do foguetão mas também uma parte do seu cone. Esta parte na frente do foguetão custa 6 milhões de dólares e pelo menos uma metade foi recuperada do mar com recurso a propulsores e para quedas controláveis. Esta informação foi revelada numa conferência de imprensa pós-lançamento e não é imediatamente claro como esta recuperação ocorreu.

Este foguetão foi o segundo a ser recuperado pela empresa depois de um lançamento em Abril de 2016, tendo depois sido sujeito a testes para certificar a sua prontidão de voo. A sua nova carga era um satélite de telecomunicações que irá cobrir a América latina. O foguetão em causa foi o segundo foguetão recuperado pela empresa tendo o primeiro sido guardado num museu.

Elon musk afirmou no Twitter que estava “incrivelmente orgulhoso da equipa da SpaceX por ter alcançado este marco espacial!”. Afirmou também que o próximo objetivo é reutilizar um foguetão 24 horas após um lançamento.